Governo faz parceria com setor privado para incorporar 5 mil câmeras ao Ciosp

Governo faz parceria com setor privado para incorporar 5 mil câmeras ao Ciosp

cotidiano

POR Caio Vale

09/10/2017

Uma nova ação do Governo do Estado vai permitir a integração de cinco mil câmeras de vigilância ao Centro de Operações Integradas em Segurança Pública (Ciosp) da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). Para isso foi assinado nesta segunda-feira, (09), o termo de cooperação "Conectados com a Segurança" com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL). No ato de assinatura, o governador Robinson Faria lembrou que desde o início a atual gestão vinha buscando essa parceria com o setor privado. "Agora concretizamos essa colaboração e a CDL abre caminho para ampliarmos a integração dos sistemas de vigilância privado na luta contra o crime", afirmou o Governador. Robinson também citou o acatamento de sua sugestão pelo presidente da República Michel Temer, em promover reunião específica dele, da presidente do Supremo Tribunal Federal e dos presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados com os governadores para tratar exclusivamente da segurança pública. Essa reunião vai acontecer no final deste mês, no Acre. "A insegurança pública hoje é resultado da falta de uma política pública nacional de segurança. É preciso a soma de esforços da União, dos Estados e dos municípios e uma grande ação envolvendo esporte, lazer, cultura e campanhas educativas em promoção da cidadania", defende. Todos os setores produtivos da sociedade civil e condomínios residenciais poderão integrar as imagens das suas câmeras voltadas para as ruas. Isso permitirá uma ampla cobertura da cidade. O termo de cooperação assegura o sigilo da origem das imagens cedidas. Hoje 20 câmeras do setor privado estão integradas ao Ciosp. A perspectiva é de outras cinco mil venham a ser integradas. "Nós temos tecnologia e recursos humanos capacitados para este trabalho. Nosso propósito é interligar toda Natal", informou a secretária de Segurança, Sheila Freitas. O presidente da CDL, Augusto Vaz considerou o acordo assinado com o Governo do Estado "um grande passo para melhorar a segurança".  Ele disse que há 11 anos a CDL discutia essa integração que agora é concretizada. COMO VAI FUNCIONAR A INTEGRAÇÃO •        As câmeras de empresas privadas que compõem o circuito interno, e que estão apontadas para a rua, serão interligadas ao Ciosp. •        As imagens poderão ser acessadas em tempo real, online, a qualquer momento no Parque de Monitoramento do Ciosp. •        Os registros gravados, pelo termo do acordo de cooperação, devem ser mantidos por até cinco dias para auxiliar as investigações de eventuais crimes, identificação de criminosos ou prevenção de delitos. •        As imagens serão essenciais na resolução de crimes ou qualquer outro tipo de ocorrência, como, por exemplo, acidentes automobilísticos. •        Ao todo, cerca de 5 mil câmeras estarão interligadas ao Ciosp de forma georreferenciada. Ou seja, tão logo seja verificado o delito é possível designar a viatura mais próxima disponível para o local. •        Para operar o sistema não será preciso incremento de policiais por turno em virtude de ser aplicado o monitoramento por demanda, ou seja, as câmeras serão acessadas caso um crime seja reportado. •        O sistema de cooperação é uma tendência verificada na segurança pública de outras cidades do Brasil, como São Paulo, e em outros países, como no caso de Londres, na Inglaterra. •        A princípio, o projeto contempla apenas Natal, mas a ampliação para os municípios da região metropolitana e, posteriormente, Mossoró, também está nos planos de expansão da Sesed. •        O próximo passo é que os imóveis residenciais também possam fornecer as imagens para o Ciosp. •        Para isso, empresas, condomínios ou qualquer pessoa jurídica que tenha interesse em aderir ao projeto pode entrar em contato com a CDL Natal no 4009-0000 ou pelo endereço de email seguranç[email protected]

Comentários

thermas nl2
Biofit nl2
modus nl2