Comédias românticas

cinema e tv

POR Karla Menezes

11/04/2018

Há quem confunda um filme fofo de romance, com comédia romântica. Temos que ficar atentos, porque na comédia romântica além do relacionamento entre dois indivíduos, você deve rir. Devem acontecer situações hiperbólicas que te levem ao riso fácil, além de apenas torcer pelo amor envolvido, por isso é muito fácil haver confusão por ai. Tendo este aspecto em vista, separei alguns filmes que preenchem estes quesitos com êxito.

1. 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você



Clássico dos anos 90 e da sessão da tarde, o filme conta Heath Ledger e Julia Styles no romance principal, porém o roteiro tem uma grande subtrama que não entrega de cara o casal que realmente importa. Um filme padrão para adolescentes daquela década, cheio de piadas entre os romances. Quem não ama a cena do Heath cantando “I Love You, Baby” enquanto foge da segurança do colégio? Certamente um dos meus favoritos.

2. Como Perder Um Homem Em 10 Dias



São muitos micões que a Andie Anderson (Kate Hudson) paga para se livrar de Benjamin Berry (Mathew McConaughey) neste filme. O cara faz uma aposta que vai conquista-la e ela precisa fazer um artigo para revista em que escreve, do que não fazer em um relacionamento. O filme é leve e divertido, para ver num daqueles dias necessários para desopilar.

3. Do Que Elas Gostam



Amo Mel Gibson se transformando de machista a homem compreensivo neste filme. O publicitário Nick Marshall sofre um acidente e depois disso passa a ler os pensamentos de todas as mulheres. No começo ele usa isso para se aproveitar em diversas situações, mas depois usa para entender como a cabeça feminina, tornando-se mais compreensivo das dificuldades que elas passam. O filme é de 2000, mas vale a pena ver e se divertir um pouco.

4. Alguém Tem Que Ceder



Aaaaaaah... Muitos pensam que este gênero funciona apenas com casais jovens. Grande engano! Diane Keaton e Jack Nicholson formam um casal divertidíssimo nessa trama extremamente interessante e muito bem dirigida. Todos os atores envolvidos são fantásticos e apesar dos absurdos, entendemos todas as cenas com muita naturalidade, os diálogos são excelentes e muito espontâneos. 

5. O Diário De Bridget Jones



Que mulher nunca se sentiu a Bridget Jones? Um filme completamente voltado para o público feminino, que toca no assunto sexualidade de uma maneira diferente, uma vez que Bridget está fora dos padrões de beleza, mas ainda sim possui uma grande alto-estima. 

6. Tudo Para Ficar Com Ele



Cameron Dias, Christina Applegate e Selma Blair formam um trio hilário neste longa. Cameron faz Christina Walters, a destruidora de corações, que finalmente parece se deparar com o cara perfeito, mas como ele some, começa uma grande jornada em busca de encontra-lo. Por outro lado, também mostra a perspectiva do possível pretendente e seu melhor amigo, o que torna mais do que uma história sobre romance, mas também sobre amizade. O filme é cheio de piadas e situações bizarríssimas que rendem muitos risos. Um dos meus preferidos da lista.

7. De Repente 30



A protagonista desse filme representa o desejo de muitos: quer pular uma longa etapa da sua vida, dos 13 para os 30 (quem nunca sonhou em acordar só no dia em que vai estar rica e bem sucedida?), pois não aguentava mais o fiasco da sua vida social escolar. Em um momento de extrema ficção, seu desejo se realiza e ela está com a vida que sempre pediu, mas cheia de consequências sobre o que fez para se tornar quem almejou. Mais um filme leve e fofo.

8. De repente Amor



Este filme traduz a relação de muitos casais por ai: uma conexão instantânea, em um momento errado. Ashton Kutcher e Amanda Peet fazem um casal que se contentam em ser bons amigos, mas que claramente possuem interesse um no outro, porém não deixam transparecer. Entre encontros e desencontros, a ocasião para esses dois ficarem juntos nunca é perfeita e isso rende uma ótima história.

9. O Casamento Do Meu Melhor Amigo


Julia Roberts vive um conflito ético neste filme: amo meu melhor amigo, mas ele vai se casar. Então ela decide lutar por ele e sabotar o casamento, mesmo quando não tem intenção, ainda sim atrapalha. O filme é um clássico da sessão da tarde e merece sua atenção.

10. O Amor É Cego



Jack Black encarna um personagem fútil e machista, que após ser hipnotizado passa a ver apenas a beleza exterior das pessoas, sendo assim se apaixona pela filha do seu chefe. É um clichê que amamos amar.

Comentários

Karla Menezes

Karla Menezes, 27 anos, mossoroense, pós graduada em Social Media pela Universidade Potiguar (UNP) e colunista de Cinema e TV no Portal Mossoró Notícias.