Obras do Hospital Regional da Mulher serão iniciadas até o final do ano

Cotidiano

Em coletiva à imprensa durante visita administrativa em Mossoró nesta quinta-feira (09), o secretário de Saúde do RN, George Antunes, anunciou em primeira mão que o contrato com a empresa vencedora da licitação para a construção do Hospital Regional da Mulher, em Mossoró, está prestes a ser assinado.

O secretário informou que o resultado já foi homologado e a contar da data da assinatura, as obras são iniciadas após 30 dias. O custo do hospital é da ordem de R$ 104 milhões, sendo R$ 54 milhões para a obra e R$ 50 milhões para a compra de equipamentos.

O hospital atenderá três regiões sanitárias de saúde (Mossoró, Assu e Pau dos Ferros), sendo os recursos financiados pelo Banco Mundial e será habilitado no serviço de gestão de alto risco.

George Antunes foi a Mossoró tratar do Termo de Cooperação Técnica e Financeira entre Entes Públicos (TCEP), firmado entre a Sesap e a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró (SMS). Na manhã desta quinta-feira, o gestor participou de uma reunião sobre essa questão.

O TCEP significa um incremento nos valores da tabela SUS, através da transferência de recursos da Sesap para a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró. A Sesap vai arcar com 60% do valor da complementação, cerca de R$ 12 milhões, e o município de Mossoró com o correspondente a 40%, cerca de R$ 7 milhões.

Na prática, já está ocorrendo com a contratação de unidades privadas sob gestão municipal, para realização de cirurgias eletivas nas áreas de ortopedia, cirurgia geral, oncologia de alta e média complexidade, ginecologia e cardiologia de alta e média complexidade.

O TCEP também prevê a realização de cirurgias neurológicas, estas sob gestão estadual, por meio de contratação do Hospital Wilson Rosado, e a complementação do valor das diárias de UTI contratadas em unidades filantrópicas e privadas.

O secretário afirma que “A cooperação entre os entes públicos significa um avanço na implementação do serviço de ortopedia em Mossoró, o que já está beneficiando diretamente os pacientes das três regiões, impactando na diminuição das filas de espera por cirurgias desta especialidade em Natal”.

Comentários

comentários

instagramSiga-nos @mossoronoticias