5 Lições de educação financeiras que pais bem-sucedidos ensinam aos seus filhos

economia e empreendedorismo

POR Vinicius Salgado

29/01/2018


Nesta semana surgiu um debate sobre como alguns pais ensinam aos seus filhos como serem ricos. O assunto veio à tona depois do lançamento do livro de Steve Siebold chamado “Secrets self-made millionaires teach their kids” (Segredos que milionários self-made ensinam aos seus filhos, em tradução livre), que fala sobre os pais que conseguiram atingir o sucesso financeiro e como eles influenciam seus filhos. 

O autor entrevistou 1200 milionários e bilionários chamados de “self-made”, ou seja, que construíram sua própria fortuna (empreendedores), para compreender como funciona seus hábitos e segredos. O resultado foi que quanto mais cedo o seu filho começar a pensar como rico, melhor ele será no futuro. Tudo isso teve como base as teorias de educação financeira utilizadas pelo escritor e o livro alerta justamente sobre isso: como a educação financeira influencia nossas vidas.


1 – SUCESSO NÃO VEM DE GRAÇA


Apesar de ser um pouco clichê, esta frase está sendo um pouco esquecida por algumas famílias. Desde cedo, as crianças devem aprender que nada nessa vida é de graça. Tudo tem seu tempo, preço e dedicação para se chegar ao sucesso. E isso é ressaltado no livro, quando fala que para conseguir alcançar a educação financeira isso tem que se tornar uma luta diária e você terá que abrir mão de muita coisa para conseguir o objetivo desejado.


2 – CERQUE SUA VIDA DE PESSOAS BEM-SUCEDIDAS


Segundo o autor, o relacionamento dos nossos filhos com as pessoas importa bastante no seu comportamento financeiro futuro. “Seus filhos precisam ter contato com pessoas bem-sucedidas para almejar ainda mais o sucesso, um tipo de espelho para vida financeira futura”, afirma Siebold.

Além disso, o conceito de pessoas bem-sucedidas para o autor é um pouco diferente do que já visto normalmente, quando fala que “Pessoas bem-sucedidas precisam ter uma família e serem produtivas. A família é a melhor base de educação financeira que existe”.


3 – DINHEIRO E OPORTUNIDADES SÃO LIMITADAS


Não é para sempre que o dinheiro dura, e esse é o principal defeito de algumas pessoas consideradas ricas. É necessário ensinar desde cedo aos seus filhos que é mais fácil você se tornar rico do que manter esse patrimônio por muito tempo. “Se é necessário trabalho e sabedoria para se tornar milionário, é preciso essas características em dobro para manter seu patrimônio”, diz Siebold.


4 – PATRIMÔNIO GERA RIQUEZA E RIQUEZA CRIA LIBERDADE – INVISTA SEU DINHEIRO


Talvez o conselho mais clássico e verdadeiro: os ricos são investidores. Eles investem dinheiro hoje, para ter mais amanhã, ou seja, pais bem-sucedidos investem, o que aproxima ainda mais seus filhos para se habituarem com esta realidade. Mas mesmo que você não seja um grande investidor, ensine a seus filhos que a melhor forma de conseguir a riqueza é investindo. “Essa lição não precisa ser passada aos 4 anos de idade, mas pode ser passada de pouco em pouco para que no futuro seus filhos possam optar pelo que melhor se encaixa”, afirma o autor.

Outra questão abordada é a liberdade que a riqueza nos proporciona. “Ser rico permite que você viva em qualquer lugar que quiser, faça o que quiser e seja o que quiser”, segundo Siebold. O autor ressalta a importância da riqueza para obter a liberdade. “Ter um patrimônio alto, permite que você viaje mais, trabalhe menos e dedique seu tempo ao que mais importa: sua família”.


5 – PESSOAS RICAS NEM SEMPRE SÃO AS MAIS ESPERTAS


Há um senso comum na sociedade que diz que as pessoas mais inteligentes, consequentemente, são mais ricas. Porém, o autor ressalta que este conceito é ultrapassado. O seu conhecimento financeiro pode ajudar mais na sua tomada de decisões do que a sua formação em medicina, por exemplo.  

“A maioria das pessoas bem-sucedidas não são diferentes daquelas que estão lutando para pagar suas contas”. A diferença, segundo Siebold, é que enriquecer parte mais do princípio de saber gastar e acumular, do que da sua Inteligência. A educação financeira como base da alfabetização é uma das coisas que pode colocar seu filho à frente de muitos concorrentes.

Tanto os empresários como as famílias devem ter suas finanças controladas, isso vai ser extremamente útil nas suas tomadas de decisões, sobre como investir em algo novo, por exemplo, e também como base de formação para seus filhos. 


Att, Vinícius


Comentários

Vinicius Salgado

Vinícius Salgado, 23 anos, mossoroense, acadêmico do 9 período do curso de Economia na UERN e colunista de economia no Portal Mossoró Notícias.

anuncie