Alunos de faculdade prestam homenagem a Valéria Patrícia; veja vídeo

Valéria Patrícia
Cotidiano

Cerca de 60 alunos, familiares e amigos da estudante de enfermagem Valéria Patrícia, morta cruelmente há um ano atrás em Mossoró, se reuniram nesta segunda-feira (11), para prestar homenagens a jovem.

O ato aconteceu na Faculdade de Enfermagem e de Medicina Nova Esperança (Facene). Com velas acesas e faixas escritas “Somos todos Valéria, queremos justiça” e “A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”, foi realizado um minuto de silêncio em homenagem a jovem morta em 2016.

Valéria Patrícia foi vista pela última vez com vida no domingo (11) de setembro de 2016. Segundo o pai dela, Francisco Railton de Azevedo, a filha havia saído de moto da casa onde morava, no bairro Planalto 13 de Maio. “Por volta das 12h30 ela foi fazer uma faxina na nova casa que comprou junto ao marido no bairro Sumaré”, relatou. Já por volta das 14h30, a motocicleta da Valéria foi encontrada em uma estrada carroçável no bairro Bom Jesus. Desde então, a jovem foi considerada desaparecida. Amigos, parentes e a própria polícia passaram a fazer buscas pela universitária.

O corpo de Valéria foi encontrado quatro dias depois. Estava em meio a um matagal às margens da BR-110, a 6 quilômetros da área urbana de Mossoró.

Investigação

A investigação segue em segredo de justiça. Passado um ano, a família não obteve até hoje alguma notícia do andamento das investigações. Em 2016, o delgado responsável pela investigação chegou a declarar que o crime seria esclarecido “em breve”, mas até hoje, o caso ainda não foi concluído.

No mês de agosto deste ano, a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte, afirmou que a falta de estrutura e recursos tecnológicos dificulta que crimes como esse de Valéria sejam elucidados.

Comentários

comentários

matérias relacionadas

instagramSiga-nos @mossoronoticias