Caio Valecaio@mossoronoticias.com.brPolítica

Caio Vale

Artigo: Hospital Tarcísio Maia segue abandonado 


Ainda é uma incógnita o tempo que o 2º maior hospital estadual do Estado, o Hospital Regional Tarcísio Maia, ficou sem energia. 

Veículos de comunicação ligados ao governo tentam minimizar o episódio e dizer que foi questão de segundos, enquanto que na prática seria impossível vários médicos e enfermeiras ligarem as lanternas de seus celulares e fotografarem a situação em um espaço de tempo tão curto.

As imagens enviadas mostram a equipe médica dando continuidade a um procedimento cirúrgico, o que demonstra que o fato ocorreu ao longo de um tempo considerável e que seria um risco deixar um paciente em plena cirurgia no escuro, aberto, esperando a retirada do gambá, vulgo furão, cassote ou timbu. 

Por outro lado, a equipe médica do Tarcísio Maia merece todo reconhecimento pelo comprometimento com os pacientes. “Senti orgulho de fazer parte da equipe, que apesar das adversidades elétrica, todos mantiveram a calma e as duas salas funcionando, concluindo as duas cirurgias que estavam acontecendo com eficácia, mesmo tenho que usar a luz de celular para garantir a vida dos pacientes que hoje, encontram-se com seus familiares”, relatou uma técnica em enfermagem que estava no centro cirúrgico no momento da falta de energia. 

Outro absurdo registrado ontem, talvez ainda mais sério, foi a continuidade dos vazamentos no teto - praticamente uma cachoeira - que já haviam sido mostrados nas chuvas de fevereiro do ano passado e que o governo Fátima nada fez. 

Se as imagens registradas ontem tivessem acontecido durante governos anteriores como o de Wilma, Rosalba ou até Robinson, as imagens teriam certamente ido ao Jornal Nacional. No entanto, percebe-se no RN que alguns veículos televisivos são mais “chapa-branca” do que o próprio diário oficial, servindo de grandes apoiadores para a gestão Fátima Bezerra. 

Esse é o Rio Grande sem Norte. 

Comentários



outras matérias



Mossoro NoticiasCrossFitBiofitPrefeitura