Inclusão

"Aqui a gente é livre": Front da Inclusão no MCJ 2024 é destaque de acessibilidade


Foto: Wilson Moreno

O "Mossoró Cidade Junina" é a festa da inclusão. No Polo Estação das Artes Poeta Elizeu Ventania, as Pessoas com Deficiência (PcD) têm espaço e respeito garantidos, com acessibilidade, segurança e visão privilegiada do palco principal do São João mais cultural do mundo. Tudo isso é oferecido no "Front da Inclusão", uma ação da Prefeitura de Mossoró que já se tornou referência para todo o Rio Grande do Norte.


"Melhor coisa que a Prefeitura fez foi esse 'Front' para as Pessoas com Deficiência, porque a gente tem espaço, aqui a gente é livre, chegamos sem nenhum problema, ficamos em um ponto privilegiado, pertinho do palco", afirmou Ceição Teles, uma pessoa em cadeira de rodas.


Maria Francisca Alves, representando o Fórum de Mulheres com Deficiência Benômia Maria Rebouças, também ressaltou a importância do espaço. "Vim para curtir a festa a noite toda, brincar, dançar. Eu adoro o 'Front da Inclusão', porque representa toda a segurança", pontuou.


Danielle Ferreira, que esteve no "Front da Inclusão" em 2023, fez questão de prestigiar a primeira noite de shows do MCJ 2024, elogiando a iniciativa da Prefeitura de Mossoró. "Mostra a importância de olhar para a causa com mais atenção, de incluir as Pessoas com Deficiência em todos os espaços, inclusive nos de lazer", disse.


Além do "Front", a Prefeitura de Mossoró também garante intérpretes de Libras nos shows da Estação das Artes e nos demais polos do MCJ, bem como "Pontos de Inclusão", com abafadores para pessoas com hipersensibilidade auditiva e pranchetas de comunicação alternativa.

Comentários