Em Mossoró, comerciante nega vaga de emprego a jovem por ele ser negro


Em Mossoró, comerciante nega vaga de emprego a jovem por ele ser negro Foto: Reprodução

Em Mossoró, a busca de um jovem por um emprego foi frustrada devido à cor de sua pele. Na terça-feira (5), Laaci Freitas, de 19 anos, entrou em contato com uma loja que comercializa açaís na cidade e, ao questionar sobre a vaga, recebeu do proprietário a resposta de que não contratava negros. O jovem publicou nas redes sociais imagens da conversa e disse que vai à Polícia denunciar o caso.

Em contato com a reportagem da Tribuna do Norte, Laaci Freitas explicou que está desempregado e tem o objetivo de cursar Fisioterapia em uma universidade particular de Mossoró. Para conseguir pagar as mensalidades, ele buscava emprego e recebeu da irmã a informação de que uma loja que vende açaís tinha uma vaga. No entanto, ao entrar em contato através de aplicativo de mensagens, foi surpreendido com a resposta do proprietário do estabelecimento. 



"Não contrato negros. E não é por preconceito. É por paixão mesmo. Pra trabalhar aqui tem que ser aqueles branquelos cru feios (sic)", postou o proprietário da loja.

Com a resposta, o jovem disse que no momento ficou sem acreditar no que havia lido. "Em nenhum momento eu faltei com a educação com ele", garantiu Laaci Freitas.

Após a declaração, o jovem publicou nas redes sociais o trecho sobre a conversa e, então, o proprietário do estabelecimento reagiu, dizendo que Laaci Freitas "queria aparecer", afirmando ainda que fez uma ironia e que a justificativa para não contratar era pelo fato dele se sentir atraído por negros.

"Ele chegou até a me colocar em dois grupos com outras pessoas que ele conhece para mostrar que não foi discriminaçao, mas não fiquei lá", disse. "Estou desempregado e estão surgindo outras oportunidades. O que pretendo é trabalhar e fazer minha faculdade. Vou levar o caso à Polícia", disse Laaci Freitas.

Veja imagens da conversa: 




Tribuna do Norte

Comentários

mais notícias