Homenagem

“Meu ideal é ajudar os que mais precisam”, diz Irmã Ellen ao receber maior honraria de Mossoró


“Meu ideal é ajudar os que mais precisam”, diz Irmã Ellen ao receber maior honraria de Mossoró

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Mossoró realizou nesta quinta-feira (13) a cerimônia de entrega da “Medalha Prefeito Rodolfo Fernandes 2024” à irmã Lisonete Scherzinger, mais conhecida como irmã Ellen. A solenidade aconteceu no Lar da Criança Pobre de Mossoró.


A “Medalha Prefeito Rodolfo Fernandes” é a maior honraria concedida pelo município, reconhecendo personalidades que prestam serviços relevantes à sociedade mossoroense.


“Eu me alegro especialmente porque a Prefeitura vê a importância de fazer o bem aos mais necessitados. Meu lema, meu ideal é ajudar os que mais precisam, e isso há décadas. Então, receber essa homenagem é um sinal de que a Prefeitura tem o mesmo lema, o mesmo ideal. Ajudar aos que mais precisam, isso é muito importante”, declarou irmã Ellen.


Sua história


Irmã Lisonete Scherzinger, mais conhecida como Irmã Ellen, da Congregação das Irmãs Franciscana de Maristella, nasceu nas proximidades de Munique, na Alemanha, no dia 8 de outubro de 1942. Desde os 13 anos de idade, ela queria ir para as missões e ajudar aos mais pobres. Ainda nova com 18 anos, ela ingressou no Convento das irmãs Franciscanas de Maristella, com o desejo de ir para as missões. Estudou Teologia e Inglês em Munique e Londres e ainda matemática.


No ano de 1971, irmã Ellen veio para o Brasil, primeiro para Pernambuco, onde ensinou no colégio de sua congregação, em Limoeiro (CE). Chegou em Mossoró a convite do então bispo da diocese, dom Gentil Diniz Barreto, atuando na Paróquia de São José, do padre Guido Tonelloto, juntamente com sua co-irmã brasileira, irmã Ermelina.


O Lar da Criança Pobre de Mossoró está instalado no conjunto Abolição II, acolhendo crianças carentes no sistema de educação integral. Mas a casa foi além, a irmã Ellen criou o Lar Substituto, nos moldes das casas de família, dirigido por uma mãe social. O projeto cresceu com a chegada de mais crianças. A religiosa criou escolas em outros bairros carentes, chegando em 2000 a marca de 17 escolas, além de 16 lares substitutos e três casas de educação integral.


O trabalho realizado pela irmã Ellen, irmã Cristina e irmã Ermelina em Mossoró, também tem sido realizado nos municípios vizinhos, Apodi e Baraúna. O serviço social da irmã Ellen é voltado à formação de crianças carentes, para serem cristãos autênticos e cidadãos de bem, como ela mesmo define.


Ela também deu início no Lar da Criança Pobre de Mossoró, um trabalho de assistência à população carcerária, através do Projeto ‘São Pedro e São Paulo’; Projeto ‘Emaús’, atendendo aos doentes e visita aos hospitais; Projeto ‘Santa Bakhita’ direcionado às pessoas sem teto e sem comida; Projeto ‘São Lucas’, que atende moradores de comunidades carentes. Diariamente há distribuição de comida, abrigo para os sem teto, roupa, cesta básica, material de higiene e frequentemente visita aos presos.


Por essa e outras importantes ações sociais, a irmã Ellen se destaca como uma das personalidades mais influentes de Mossoró, em razão do seu trabalho na área educacional e social.

Comentários