Hospital Wilson Rosado ameaça suspender serviços do SUS por falta de repasses

Hospital Wilson Rosado ameaça suspender serviços do SUS por falta de repasses

cotidiano

POR Caio Vale

12/06/2019

O atendimento da UTI pediátrica e as cirurgias eletivas que ocorrem por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) no Hospital Wilson Rosado, em Mossoró, deve ser suspenso por falta de repasse do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Mossoró. A dívida é de R$ 15 milhões.

Segundo o hospital, desse valor, 60% é referente ao débito do Governo do Estado e os 40% seriam o débito do Município. A dívida da prefeitura ocorre porque há dois anos, o Município não paga a complementação dos serviços. O hospital informou ainda que há 60 dias o Governo do Estado pagou o “tcep” (cooperação entre Estado e Município, em que o Estado complementa com 60%), mas até ontem (11) o repasse não foi feito pelo Município.

O serviço de atendimento da UTI pediátrica deve ser suspenso ainda nesta semana caso não seja realizado os repasses pelo Estado e Município. A previsão é de que as cirurgias ortopédicas e cardíacas também sejam suspensas, na próxima semana. 

“Em razão das nossas dificuldades, da exaustão financeira do HWR, resolvemos tomar algumas providências: 1) suspensão do atendimento da UTI pediátrica, ainda nesta semana; 2) suspensão das cirurgias cardíacas na próxima semana, após comunicar aos profissionais; 3) suspensão das cirurgias ortopédicas na próxima semana; 4) as cirurgias oncológicas serão mantidas até segunda ordem, pois entendemos que sua suspensão gera danais irreparáveis”, informou a nota emitida pelo hospital.

Comentários