Cinco ingredientes básicos para incluir o Umami no seu dia a dia

gastronomia

POR Flâvio Magalhães

06/09/2018

Além de dar um toque especial aos pratos, o quinto gosto básico do paladar humano pode acrescentar mais saúde e bem-estar ao dia a dia do consumidor, já que alimentos Umami garantem prolongamento do sabor, aumento da salivação e auxílio na digestão, além de ser um grande aliado para a redução de sódio.

 

Confira a lista e desfrute de tudo que o gosto Umami pode oferecer:

 

1. Tomates

O gosto Umami está presente em muitos vegetais, como cenoura, milho e espinafre. Mas, o tomate é o que apresenta maior concentração do quinto gosto, e a quantidade de Umami varia de acordo com grau de maturação do alimento. A chef Mariane Sato diz que “uma dica é incluir o tomate seco e o tomate cereja na salada ou fazer um molho vermelho com os tomates bem maduros e avermelhados”. Para a sobremesa, o Umami fica por conta da trufa de tomate.

 

2. Cogumelos

     Em várias espécies de cogumelos (como paris, shimeji, shiitake e champignon), o gosto Umami está presente devido ao aminoácido guanilato. O shiitake, pelo fato de possuir o quinto gosto de forma bastante acentuada, prolonga o sabor e aumenta a salivação, o que facilita o processo de deglutição e pode ser benéfico para a alimentação dos idosos. “Os cogumelos, em sua maioria, são fontes de vitamina B e zinco. Uma dica para o dia a dia, é consumi-los crus, grelhados ou aferventados em água e sal e podem ser adicionados em saladas, risotos, macarronadas ou omeletes”, afirma a chef.

 

3. Carnes, frangos e peixes

     A maior parte dos alimentos proteicos possuem o Umami na sua composição. O aminoácido glutamato, uma das três substâncias responsáveis por conferir o quinto gosto, está presente na maioria das carnes e frangos. No caso dos peixes, o aminoácido inosinato é quem faz esse papel. A sugestão da chef é “incluir o umami nas receitas por meio do peixe bonito, lagarto bovino e o tradicional filé de frango”.

 

4. Queijos

     No universo dos laticínios, todos os queijos possuem o gosto Umami de forma bem acentuada, mas o parmesão é a melhor opção para sentir o quinto gosto. “Após a eliminação do gosto salgado, ainda é possível sentir algo na superfície da língua. Esse é o gosto Umami”, aponta Mariane Sato. O parmesão pode ser servido como petisco ou polvilhado em uma macarronada e é uma ótima opção para apresentar o Umami à família.

 

5. Frutos do mar

     O Umami também pode ser encontrado em frutos do mar, especialmente no camarão branco e em vários tipos de caranguejos, além de estar presente nas vieiras e algas. “O cientista Kikunae Ikeda descobriu o Umami, em 1908, por meio da alga kombu, que hoje é amplamente usada como caldo-base para vários pratos. Aos que quiserem utilizar todos esses ingredientes Umami, uma paella é a melhor opção”, conclui a chef.

 

UMAMI

     É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias Umami. As duas principais características do Umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse portalumami.com.br

Fonte: Portal Umami


CONTATOS DO CHEF

·         PERSONAL CHEF EM DOMICILIO

·         CATERING

- Casamentos

- Aniversários

- Batizados

- Churrascos

- Feijoadas ao estilo Carioca

- Noites Temáticas.

·         EVENTOS CORPORATIVOS EM FINGER FOOD

·         HARMONIZAÇÃO COM CERVEJAS E VINHOS

·         CONSULTORIA EM A&B

- Renovação e Inovação de Cardápios

- Treinamentos em Boas Práticas e Controle Higiênico Sanitário

- Gestão de Compras, Produção e Estoque

 

Instagram: FLAVIO MAGALHAES GASTRONOMIA

Telefones: 084 9 8869-7300 whatsapp

                  084 9 9640-0540 (TIM)

Comentários

Flâvio Magalhães

Flávio Magalhães, 30 anos, carioca, formado em Gastronomia pela Universidade Potiguar (UNP) e colunista de Gastronomia no Portal Mossoró Notícias.

-->