Doação de sangue

saúde

POR Izamara Luana

30/04/2019

Estamos retornando com a nossa coluna de saúde com um tema bastante discutido e que aos poucos tem tomado uma realidade bastante positiva, mas que ainda precisa muito do nosso apoio. Mas antes eu gostaria de te fazer duas perguntas: você já doou sangue? Você já precisou receber bolsas de sangue? Vamos entender um pouco mais o que significa doação de sangue.

Primeiramente precisamos entender que a doação de sangue não é aquele “bicho de sete cabeças” que as pessoas costumam falar. Mas a doação de sangue é um processo rápido, seguro, fácil e solidário. Ou seja, além de gerar em você uma satisfação e um sentimento de realização, irá ajudar também a outras pessoas, num processo de ajuda ao próximo. A doação de sangue ocorre quando uma pessoa voluntariamente vai a um centro especializado e disponibiliza seu sangue para ser usado em transfusões ou outras situações clínicas.

Segundo alguns dados do Ministério da Saúde, no Brasil são coletadas 3,7 milhões de bolsas por ano, o que corresponde ao índice de 1,8%. Na Europa e Estados Unidos, esse percentual é de 5% a 7%. Ainda estamos um pouco longe de ultrapassar os números da Europa e EUA, mas podemos chegar lá. Por isso a importância de conscientização da sociedade em realizar a doação de sangue voluntária. A falta do estoque de sangue em um hospital pode levar ao cancelamento de cirurgias e de procedimentos. Um exemplo é o paciente que faz quimioterapia, já que, caso não receba o suporte de transfusão, poderá não resistir ao tratamento. 

Devemos sempre ter a consciência de que essas situações podem ocorrer conosco ou com quem amamos. E ajudar ao próximo é sempre bom. Antes da doação ocorrer de fato, exames e triagem são realizados para saber a possibilidade da doação. Uma pessoa adulta possui em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450 ml. Ou seja, é menos de 10% de todo seu sangue. Quem deseja doar sangue vai passar por uma avaliação prévia em ambulatório que tem o objetivo de detectar alguns impedimentos, como doenças, para a doação. Essa entrevista é particular e os dados são mantidos sob total sigilo.

A doação de sangue é 100% voluntária e não causa prejuízos ao seu organismo. Uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

Existem normas nacionais e internacionais para a triagem de pessoas aptas a doar sangue. Os requisitos para doação de sangue são: estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos (pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade), pesar no mínimo 50kg, estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas), estar alimentado, por isso evite alimentos gordurosos e aguarde até 2 horas para doar, apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social). 
O doador passa pelas seguintes etapas para doar sangue:

1. Cadastro: Cadastro do candidato à doação com a apresentação de documento oficial com foto

2. Pré-triagem: Verificação dos sinais vitais (pressão arterial, temperatura e batimentos cardíacos), peso e teste de anemia.

3. Triagem clínica: Entrevista individual e sigilosa onde serão avaliados os antecedentes e o estado atual de saúde do candidato à doação para determinar se a coleta poderá trazer riscos para ele ou para o receptor.

4. Coleta de sangue: Coleta de aproximadamente 450ml de sangue e amostras para a realização dos testes laboratoriais.

5. Alimentação: Após a doação de sangue o doador receberá um lanche. 

É recomendável que o doador permaneça no mínimo 15 minutos no hemocentro e beba bastante líquido durante o dia.

Homens podem fazer doação de sangue a cada 60 dias, com máximo de 4 doações a cada 12 meses e mulheres devem esperar 90 dias entre uma doação de sangue e outra, com máximo de 3 doações no período de 12 meses.

E na nossa cidade, várias empresas em parceria com o Hemocentro, realizam campanhas nas ruas, como uma forma de ir até a população, já que as pessoas não vão com frequência ao hemocentro. Aproveitando a oportunidade, a FACENE Mossoró, por meio do Nupea, lança a Campanha de Doação de Sangue, que acontecerá no dia 08/05/2019, das 07:00 às 17:00, onde a instituição irá disponibilizar transporte de ida e volta para as pessoas que quiserem doar. Não é cobrado nada ao doador e além disso estará ajudando as pessoas que necessitam de transfusão nos hospitais. Doar sangue é doar vida. Até a próxima!

Comentários

Izamara Luana

Izamara Luana, 24 anos, mossoroense, bacharel em Enfermagem e pós-graduanda em UTI e Urgência e Emergência.

-->