Após ser feita refém, idosa recebe visita de policiais em casa no RJ

Após ser feita refém, idosa recebe visita de policiais em casa no RJ

polícia

POR Alyson Oliveira

06/12/2018

Após ser feita refém durante um assalto a joalheria, na manhã de ontem (5), no Centro de Valença, RJ, a idosa de 83 anos recebeu a visita do comandante do batalhão da Polícia Militar e outros agentes da PM. Pelo menos cinco policiais estiveram na casa da idosa, que recebeu flores.

A vítima ficou cerca de 10 minutos na mira de uma arma calibre 32. Apesar do susto, ela não ficou ferida e passa bem. “Pensei que fosse morrer. Pensei que tivesse chego a minha hora. Agora eu vou sair menos de casa”, disse a vítima em entrevista ao G1. A família pediu que a identidade dela não fosse divulgada.

O caso

O caso aconteceu durante a manhã, depois que um homem assaltou a Joalheria Barra Joias. Testemunhas informaram que o homem anunciou o assalto enquanto colocava brincos, pingentes, colares e pulseiras na mochila, avaliados em R$ 50 mil.

A dona do estabelecimento saiu e acionou a polícia. Ele percebeu e fugiu do local em direção ao Mercado Municipal, sendo perseguido por um segurança da loja. Uma viatura passou e começou uma nova perseguição. Nessa hora, o assaltante fez a senhora refém, enquanto ela ia até a farmácia comprar remédio para o filho. A ação aconteceu a cerca de 1 km do estabelecimento assaltado.

Moradores que presenciaram a ação gravaram vídeos. Nas imagens é possível ver o assaltante armado, segurando a vítima, enquanto um policial apontava a arma em direção a ele. Pessoas gritavam para ele soltar a idosa. Em um momento, ela tropeça nos paralelepípedos e cai no chão, e o policial atira contra o bandido, que morre na hora.

Foto: Divulgação

Comentários