Política

Pablo Aires viabiliza emenda para trabalho educativo sobre o Rio Apodi-Mossoró

Pablo Aires viabiliza emenda para trabalho educativo sobre o Rio Apodi-Mossoró

O vereador mossoroense e ativista na defesa do Meio Ambiente e dos animais, Pablo Aires (PSB) conseguiu 150 mil reais em emendas federais para auxiliar o trabalho de educação e conscientização ambiental dentro do projeto realizado pela coordenação do Comitê Bacia Hídrica Apodi-Mossoró (CBHAM) junto a população das cidades que são atravessadas pelo rio.


Para viabilizar a destinação dos recursos de forma correta Pablo esteve reunido na Reitoria da UERN na manhã desta segunda-feira (25/07) com a reitora Cicília Maia, com o professor Rodrigo Guimarães (coordenador do CBHAM) com os professores Janderson Dantas (Subchefe de gabinete da UERN), Esdras Marchezan (Pró-reitor de extensão), Cláudio Lopes (Pró-reitor de Pesquisa e Graduação) e Rafael Ramon da Funcitern.


Na reunião ficou definido que os recursos serão para utilização em 2023 e que do total de 200 mil em investimentos, o projeto contará com 150 mil de recursos federais obtidos pelo vereador para a aplicação em educação e conscientização da população sobre a importância socioeconômica e cultural do Rio Apodi Mossoró.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Um dos nossos compromissos sempre foi de participar de discussões e soluções para o problema do nosso Rio Apodi-Mossoró. Estes recursos de emenda federal serão utilizados em ação direta nas escolas de vários municípios que integram a Bacia Hídrica Apodi-Mossoró com ampla exposição das informações e divulgação do trabalho desse comitê, para que as pessoas entendam a importância dessas águas e sua preservação” , afirma Pablo Aires.


Para o professor Rodrigo Guimarães o valor que chegará ao comitê viabilizará uma das mais importantes etapas do trabalho que já vem sendo realizado pelos pesquisadores da UERN e UFERSA ou seja, a execução de um plano de ação para dar conhecimento à população sobre a cultura das águas na Bacia:


“Percebemos no trabalho que estamos desenvolvendo enquanto comitê, que falta uma cultura de preservação das águas junto à população de todos os municípios que integram a Bacia, por isso é preciso educar e conscientizar antes de realizar outras políticas públicas de conservação da Bacia Hídrica” reforça o professor.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O trabalho educativo dará continuidade, em 2023, à um conjunto de ações pelo Rio Apodi-Mossoró que deverão ser iniciados neste ano, uma vez que foi aprovado na Lei Orçamentária do Município de 2022 o valor de R$ 2.600.000,00 (dois milhões e seiscentos mil reais) e que será destinado a um programa de desassoreamento, drenagem e revitalização do Rio Apodi-Mossoró.


Nos próximos dias a UERN fará um levantamento técnico sobre o modelo de aplicação dos recursos e que deve ser concluído até agosto desse ano para viabilizar o repasse da emenda, bem como o projeto resumido das ações de educação e divulgação sobre a Bacia Hídrica.

Comentários