Bolsonaro e Procuradoria não recorrem, e Justiça encerra processo de Adélio


Bolsonaro e Procuradoria não recorrem, e Justiça encerra processo de Adélio

Sem manifestações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do Ministério Público Federal (MPF) em Minas Gerais, a 3ª Vara Federal de Juiz de Fora anunciou o encerramento do caso Adélio Bispo de Oliveira, responsável por desferir uma facada no então candidato à Presidência em setembro.

Com isso, não cabem mais recursos à sentença proferida no dia 14 de junho, que considerou Adélio inimputável —incapaz de responder por seus atos.

Segundo a Justiça, Bolsonaro, que representou como assistente de acusação na ação penal, foi intimado no dia 28 de junho sobre a decisão e não recorreu. O MPF foi intimado em 17 de junho. O prazo para recursos se esgotou no último dia 12.

Comentários

mais notícias